Ferrugem no interior do tanque de combustível.

Hits: 25

Como em quase tudo, no colecionismo existem as linhas e seus seguidores, dificilmente encontra-se uma unanimidade. Nelson Rodrigues afirmava que “Toda unanimidade é burra”, e certamente o é!  Sem querer concordar cegamente…

Alguns usam a nacionalíssima e exportada para todo o planeta “cera de carnaúba” para o polimento de suas máquinas, outros já preferem as mais modernas ceras sintéticas importadas – como a Next da marca Meguiar´s por exemplo.
Os mais variados produtos são usados nos pneus, pra deixa-los pretinhos…  desde: NADA, apenas uma excelente limpeza com escova.  Passando por produtos específicos importados para pneus. E até graxa de sapatos liquida – Nugget 
Há colecionadores que abasteçam suas motos apenas com gasolina comum (pouquíssimos, é verdade), a grande maioria opta pelas gasolinas premium, como a Pódium de Petrobrás…  E assim, vamos, nas mais diversas receitas, que englobam capas, cavaletes, calibragem, produtos, óleos, e tudo a que se refere aos cuidados e manutenção da motocicleta clássica!
tankfilm1 - Ferrugem no interior do tanque de combustível.
Quando a ferrugem começou, não tem o que fazer, nem reza brava faz
ela recuar!  O negocio é remover a ferrugem e isolar a chapa do contato
com o oxigênio!

Mas quando a ferrugem aparece no interior do tanque de combustível?   Um estampido forte, seguido de um zunido continuo no ouvido, assim sente-se o colecionador quando se depara com essa imagem.
As chapas do tanque de combustível sofrem um processo de galvanização antes do tanque ser moldado e soldado, se por acaso esse tratamento se foi e o tanque deteriorou-se em seu interior, a ferrugem instalou-se em maior ou menor intensidade, há pouco o que fazer, a não ser arrancar os cabelos e sair chorando e correndo pelas ruas…  nãoooooo… não… é brincadeira!!… Nem tudo está perdido..  há salvação sim…
Fato é que, é impossível galvanizar novamente o tanque, pois como ele está moldado e soldado, a galvanização não vai se impregnar nos cantinhos, ou vai se impregnar de forma diferente, não com tanta eficiência – e, além disso, os banhos galvânicos, acabariam com a pintura da parte externa, o que talvez não seja o desejo do proprietário, que, se ainda não tinha arrancado os cabelos – só de pensar em macular a pintura – o fará certamente!
Pois então, ha alguns anos no mercado, existe um produto que é conhecido como “Tank Film”.  Eu já havia ouvido falar dele ha muito tempo, mas felizmente minhas motocicletas todas não sofrem de ferrugem no tanque (os mantenho sempre bem cheios de combustível, para evitar contato do oxigênio com as chapas e consequentemente a oxidação – essa é a minha receita, e vem dando certo).
Más, o tanque da NX650 Dominator que comprei ha pouco, veio com inicio de ferrugem internamente, e antes que começasse a entupir carburador, e começasse a evoluir (ferrugem não para), resolvi logo tratar o tanque e acabar com o problema por definitivo!
O tratamento é feito em etapas, a saber:
Na primeira parte, é colocada uma solução com acido muriático dentro do tanque, afim de remover toda a ferrugem e deixar a chapa exposta.  Não preciso dizer que o manuseio disso é delicado, tanto pelos gases expelidos, quanto pelo contato com a pele, e também pelo contato com a pintura do lado externo do tanque.
Na segunda parte, temos que neutralizar o acido e deixar o tanque secar completamente.
Na terceira etapa, com o tanque limpo, seco, (sem torneira), preparamos o produto para ser aplicado. Ele consiste em uma especie de “filme emborrachado” que vai se aderir as paredes do tanque, isolando completamente a lata do contato com oxigênio e também com o contato com o combustível (o que não tem contato com oxigênio não consegue sofrer oxidação).  Misturados os dois componentes, são colocados dentro do tanque, seguindo as instruções do fabricante, e durante algumas horas, o tanque deve ser movimentado, em movimentos circulares, de forma que o produto não se acumule em nenhuma parte, até que ele seque por completo, cobrindo 100% da superfície interior do tanque de combustível.
tankfilm2 - Ferrugem no interior do tanque de combustível.
Esse “avermelhado” é o filme emborrachado “Tank Film” que está, agora, protegendo o tanque.
Montar os acessórios do tanque novamente, conferir visualmente se tudo está perfeito, aguardar 3 dias para colocar combustível, e pronto!!!  seu tanque nunca mais sofrerá corrosão.
Essa é, até hoje, uma das poucas unanimidades entre os colecionadores no Brasil, ferrugem apareceu?  “tank film” no tanque.  Nunca ouvi falar solução melhor, algumas paliativas sim, mas definitiva…. nada melhor até agora…  você ai tem alguma receita?

24 thoughts on “Ferrugem no interior do tanque de combustível.

  • Já tive experiência boa utilizando um produto chamado Fer-Li-con.

    Trata-se de um "convertedor de ferrugem", que faz um fundo fosfatizante.

    Na verdade ele remove a ferrugem e faz uma galvanização a frio.

    Meu tanque estava pior que este da matéria e ficou perfeito.

    Resposta
  • Já tive experiência boa utilizando um produto chamado Fer-Li-con.

    Trata-se de um "convertedor de ferrugem", que faz um fundo fosfatizante.

    Na verdade ele remove a ferrugem e faz uma galvanização a frio.

    Meu tanque estava pior que este da matéria e ficou perfeito.

    Resposta
  • Parabens pela materia este assunto assim como proteger as partes internas dos carburadores acho que sempre tem mt interesse a quem como eu quer proteger sua moto da ferrugem ou da oxidacao!!
    Saberia dizer que tratamento indicam para a parte interna do carburador pois antigamente nao vinha alcool na gasolina .
    Parabens pelo site sou do RJ e quando puderemndivulguem encontros de motos antigas por aqui !!
    Abs

    Resposta
  • Parabens pela materia este assunto assim como proteger as partes internas dos carburadores acho que sempre tem mt interesse a quem como eu quer proteger sua moto da ferrugem ou da oxidacao!!
    Saberia dizer que tratamento indicam para a parte interna do carburador pois antigamente nao vinha alcool na gasolina .
    Parabens pelo site sou do RJ e quando puderemndivulguem encontros de motos antigas por aqui !!
    Abs

    Resposta
  • Parabens pela materia este assunto assim como proteger as partes internas dos carburadores acho que sempre tem mt interesse a quem como eu quer proteger sua moto da ferrugem ou da oxidacao!!
    Saberia dizer que tratamento indicam para a parte interna do carburador pois antigamente nao vinha alcool na gasolina .
    Parabens pelo site sou do RJ e quando puderemndivulguem encontros de motos antigas por aqui !!
    Abs

    Resposta
  • Oi, Diego, bom dia!
    Tem algum procedimento padrão de como realizar a aplicação?
    É só colocar dentro do tanque e esperar secar, tem que remover o excesso?
    Poderias explicar como faz a aplicação?

    Resposta
  • Oi, Diego, bom dia!
    Tem algum procedimento padrão de como realizar a aplicação?
    É só colocar dentro do tanque e esperar secar, tem que remover o excesso?
    Poderias explicar como faz a aplicação?

    Resposta
  • Há um procedimento sim, primeiro precisa limpar com acido o tanque pra remover toda ferrugem, e então aplicar o produto, movimentando-o dentro do tanque até secar. O próprio vendedor tem videos de como fazer, e se não me engano eles também prestam o serviço, tem maquinário especial etc. o meu foi feito por um amigo, ficou bom. mas talvez seja boa ideia pagar para o próprio fabricante aplicar…

    Resposta
  • Há um procedimento sim, primeiro precisa limpar com acido o tanque pra remover toda ferrugem, e então aplicar o produto, movimentando-o dentro do tanque até secar. O próprio vendedor tem videos de como fazer, e se não me engano eles também prestam o serviço, tem maquinário especial etc. o meu foi feito por um amigo, ficou bom. mas talvez seja boa ideia pagar para o próprio fabricante aplicar…

    Resposta
  • Há um procedimento sim, primeiro precisa limpar com acido o tanque pra remover toda ferrugem, e então aplicar o produto, movimentando-o dentro do tanque até secar. O próprio vendedor tem videos de como fazer, e se não me engano eles também prestam o serviço, tem maquinário especial etc. o meu foi feito por um amigo, ficou bom. mas talvez seja boa ideia pagar para o próprio fabricante aplicar…

    Resposta
  • Eu lavei o tanque com água sob pressão para tirar toda a ferrugem que estava solta no tanque. Após, tirei toda a água e coloquei ácido muriático (vulgo limpa pedras), chacoalhando o tanque para que o ácido alcançasse todos os locais do tanque (poderia enche-lo com o ácido, mas sai caro) e deixei agir por uns 30 minutos. Removi o ácido e enxaguei o tanque novamente. Sequei o tanque (usei álcool para ajudar a remover toda a água, pois o alcool se mistura com a água). Aí apliquei o FER-LI-COM. Usei apenas 1L de FER-LI-COM. Então, para que o produto agisse em todas as partes do tanque, eu reposicionava o tanque a cada 1 hora (acho que pode ser menos tempo). Ou seja, deitava o tanque pra um lado por uma hora, depois pro outro lado, depois de cabeça para baixo (lembrando que tem que vedar o bocal e o local onde vai a torneira), depois na posição normal, depois com a frente para cima e por fim com a frente para baixo. Ou seja, virar o tanque em todas as posições possíveis para que o produto chegue a todos os lados e cantos do tanque. Drenei o produto, lavei novamente com álcool para tirar os resíduos do produto e sequei o tanque com um secador de cabelos potente (pelo bocal de abastecimento). ATENÇÃO! Não deixe o FER-LI-COM secar dentro do tanque, pois ele forma uma crosta parecida com soda cáustica que vai ser difícil de remover depois. Se seguir o procedimento sempre acompanhando (não excedendo a uma hora para cada lado do tanque sob contato do produto e o tanque sempre vedado, não haverá problemas.

    Resposta
  • Eu lavei o tanque com água sob pressão para tirar toda a ferrugem que estava solta no tanque. Após, tirei toda a água e coloquei ácido muriático (vulgo limpa pedras), chacoalhando o tanque para que o ácido alcançasse todos os locais do tanque (poderia enche-lo com o ácido, mas sai caro) e deixei agir por uns 30 minutos. Removi o ácido e enxaguei o tanque novamente. Sequei o tanque (usei álcool para ajudar a remover toda a água, pois o alcool se mistura com a água). Aí apliquei o FER-LI-COM. Usei apenas 1L de FER-LI-COM. Então, para que o produto agisse em todas as partes do tanque, eu reposicionava o tanque a cada 1 hora (acho que pode ser menos tempo). Ou seja, deitava o tanque pra um lado por uma hora, depois pro outro lado, depois de cabeça para baixo (lembrando que tem que vedar o bocal e o local onde vai a torneira), depois na posição normal, depois com a frente para cima e por fim com a frente para baixo. Ou seja, virar o tanque em todas as posições possíveis para que o produto chegue a todos os lados e cantos do tanque. Drenei o produto, lavei novamente com álcool para tirar os resíduos do produto e sequei o tanque com um secador de cabelos potente (pelo bocal de abastecimento). ATENÇÃO! Não deixe o FER-LI-COM secar dentro do tanque, pois ele forma uma crosta parecida com soda cáustica que vai ser difícil de remover depois. Se seguir o procedimento sempre acompanhando (não excedendo a uma hora para cada lado do tanque sob contato do produto e o tanque sempre vedado, não haverá problemas.

    Resposta
  • Eu lavei o tanque com água sob pressão para tirar toda a ferrugem que estava solta no tanque. Após, tirei toda a água e coloquei ácido muriático (vulgo limpa pedras), chacoalhando o tanque para que o ácido alcançasse todos os locais do tanque (poderia enche-lo com o ácido, mas sai caro) e deixei agir por uns 30 minutos. Removi o ácido e enxaguei o tanque novamente. Sequei o tanque (usei álcool para ajudar a remover toda a água, pois o alcool se mistura com a água). Aí apliquei o FER-LI-COM. Usei apenas 1L de FER-LI-COM. Então, para que o produto agisse em todas as partes do tanque, eu reposicionava o tanque a cada 1 hora (acho que pode ser menos tempo). Ou seja, deitava o tanque pra um lado por uma hora, depois pro outro lado, depois de cabeça para baixo (lembrando que tem que vedar o bocal e o local onde vai a torneira), depois na posição normal, depois com a frente para cima e por fim com a frente para baixo. Ou seja, virar o tanque em todas as posições possíveis para que o produto chegue a todos os lados e cantos do tanque. Drenei o produto, lavei novamente com álcool para tirar os resíduos do produto e sequei o tanque com um secador de cabelos potente (pelo bocal de abastecimento). ATENÇÃO! Não deixe o FER-LI-COM secar dentro do tanque, pois ele forma uma crosta parecida com soda cáustica que vai ser difícil de remover depois. Se seguir o procedimento sempre acompanhando (não excedendo a uma hora para cada lado do tanque sob contato do produto e o tanque sempre vedado, não haverá problemas.

    Resposta
  • Amigo se o tanque for de carro a álcool fazer isto sera que o álcool não correi esse emborrachamento

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *